07/07/2010

A FLORESTA NACIONAL DE CARAJÁS

A Floresta de Carajás tem singularidades que a tornam incrível.Há nela belezas que são desconhecidas da maioria das pessoas.Este blog tem o objetivo de mudar essa situação.Vamos primeiramente definir a floresta:Sabemos que aquela região tem minério em quantidades significativas.A vegetação dessa região recebe o nome de “savana matalófila”, ou então “canga hematítica”.Ocupa áreas de Parauapebas,Canaã do Carajás e Água Azul do Norte.As suas coordenadas geográficas são: 05°52’ e 06°33’ de latitude sul;49°53’ e 50°45’.
Recentemente, os alunos do 2° ano do ensino médio do Euclydes Figueiredo( nossa escola)fizeram uma aula de campo na floresta,aula essa que deu origem a este blog.O objetivo foi sair da teoria e por em prática os conceitos sobre ecologia que tínhamos aprendido no 1° bimestre.A aula foi legal,veja umas fotos e fique com inveja: Tivemos a oportunidade de aprender muito sobre a floresta e quão bom é preservá-la.Fomos com o nosso professor de biologia e o pessoal do Ceap. Logo no começo já foi interessante.Estas casas aí na imagem abaixo eram usadas por um pessoal que cuidava do reflorestamento de uma antiga mina,que aliás pouca gente sabe que existe.Antes do projeto Ferro Carajás chegar nessa região,já havia gente explorando ouro na floresta.Quando a companhia chegou,os mineradores saíram e a Vale acabou de explorar o ouro que havia no local.Hoje a área está sendo reflorestada: da casa.Quando nós fomos na floresta,pudemos ver o pessoal trabalhando.Outra coisa bem legal é o que vimos numa árvore:Essa gaiolinha servia para estudar uma espécie de gavião que ficava por ali. O estudo era para saber os hábitos alimentares,e principalmente conseguir informações sobre um filhote que havia nascido há pouco tempo.Soubemos que pouco antes de nossa ida à floresta,o Richard que apresentava o “Selvagem ao extremo” na Record esteve aqui e subiu nessa árvore para saber mais sobre o projeto.Inclusive no blog do filho há uma foto dele com o Richard. Os pesquisadores colocaram uma tela na parte de baixo do tronco da árvore para saber o que o gavião comia.Encontraram ossos de preguiça e várias outras amostras. Aparentemente o projeto havia parado,pois o filhote do gavião tinha morrido,e ainda estavam tentando descobrir se a sua morte foi causada por uma doença ou por uma argolinha de metal que foi colocada no filhote,daquelas que dão informações sobre onde o animal está,etc.Essa árvore é beeem alta.Pode parecer pequena na imagem,mas não se engane. Essa coisa bem grossa que está aparecendo na imagem abaixo,e que mais parece um cabo de aço é um cipó.Veja a espessura dele em comparação com a mão de uma menina: Isso aí demorou um bom tempo para poder ficar dessse jeito.Esse aí é o cipó-chumbo.( Cuscuta racemosa).Assim como várias outras espécies de cipó,esse vem de cima para baixo.Sabem por quê?As sementes desse cipó servem de alimento a alguns pássaros.Após serem ingeridas e irem parar no estômago,elas passam por um processo, e não é digerida. O passarinho defeca a semente no alto da árvore,e ela germina lá.Esse cipó não é clorofilada,logo ele precisa retirá-la de algo.Certas espécies como o cipó-de-titica são inofensivas para a planta,retiram o que precisam sem destrui-la.Já a erva-de-passarinho e o famoso mata-pau sugam os nutrientes da planta até matá-la.Um dos integrantes do nosso grupo já viu o mata-pau num pé de acerola.Ele conta que o cipó tem umas raízes que vão penetrando nos galhos da planta,e vão sugando os nutrientes da planta.As raízes são de tal modo que é necessário arrancá-las .As folhas são bem parecidas com as da acerola,logo tem de se conhecer para não arrancar os galhos errados.No quintal da casa dele tinha um abacateiro,no qual havia o cipó,e como não o removeram a planta acabou por secar e morrer.A espécie da foto não é nociva.Ele também teve a oportunidade de ver numa ilha em Itaituba-Pa um cipó que dava mais do que o triplo do que esse da foto em espessura.Era aproximadamente como um daqueles copos de liquidifacador.Incrível.Infelizamente ao foi possível colocar fotos desse monstro.A floresta ainda tem muito a ser mostrado.Aguarde nossas próximas postagens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário